quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Qual eu posso consumir, diet ou light?

Caminhando entre prateleiras específicas de supermercados é possível perceber o grande numero de alimentos diet e light que surgem á disposição dos consumidores, fato que provavelmente deve-se a grande procura. E esta aí o grande perigo exposto à livre demanda aos consumidores, que vêem uma gama de produtos em sua frente, e que sem conhecimento acabam consumindo e comprometendo sua saúde.
Todos os alimentos diet e light são importantes na alimentação de pessoas diabéticas, hipertensas, obesas ou que necessitem a restrição de algum micronutriente, entretanto isso não significa que o uso pode ser indiscriminado, uma vez que a restrição de um elemento pode requerer a adição de outro para que as suas características organolépticas mantenham-se preservadas.
Por exemplo, um alimento que tenha restrição de gordura pode necessitar acréscimo de sódio ou carboidrato, assim o valor calórico pode permanecer reduzido, mas a quantidade de sódio pode ter aumentado consideravelmente. Ou seja, um produto que antes seria indicado á um hipertenso e não para alguém com excesso de peso, passa agora a ser o contrario, o produto é indicado para o controle no excesso de peso, mas contra-indiciado para a hipertensão arterial.
A principal diferença entre um produto diet e light está na composição e na indicação. Sendo que o alimento dietético ou “diet”, como mencionado a cima é um produto para fins especiais, e, refere-se aqueles que apresentam restrição de um dos ingredientes de sua formulação, não necessariamente o açúcar ou carboidrato, podendo também ser isentos de gorduras, colesterol, aminoácidos ou proteínas, ou de sódio.
Alguns dos alimentos dietéticos e finalidades no mercado, respectivamente:
Sem gordura para o controle de colesterol ou excesso de peso
Sem sódio para os hipertensos
Sem o aminoácido fenilcetonúria para os fenilcetonúricos
Sem glúten para celíacos
Em contra partida o termo “light” refere-se ao alimento que teve diminuição/abrandamento do teor de um ou mais componentes, sendo redução total ou parcial, de pelo menos 25 %, de um ingrediente em relação ao produto normal. O sal “light” é um produto que apresenta baixo teor de sódio, indicado para hipertensos. Os sucos e refrigerantes “light” possuem baixo teor de açúcar, podendo ser consumidos por aqueles que desejam controlar ou perder peso, não sendo, no entanto, indicado para os diabéticos.
Frente a isso fica claro que o uso desses produtos não pode ser realizado sem nenhuma orientação ou conhecimento. São alimentos criados para que pessoas com necessidades metabólicas ou fisiológicas específicas mantenham a qualidade de vida em alimentar-se.

Nenhum comentário:

Postar um comentário